quarta-feira, 11 de outubro de 2017

SINTO VOCÊ EM MIM


SINTO-TE COMENDO-ME PELAS BEIRADAS
É UM RISCO PARA O AMOR OU SÓ PARA A FLOR?
DESDE O INÍCIO ME PROPÕES E EU ATRACO
NESTE NAVIO QUE É NOSSO E SÓ ENTRE EM TEU PORTO

QUANDO SENTIRES QUE ESTOU DEVAGAR ME BALANCE
ESBANGE A SUA SENSACIONAL SENSUALIDADE
DEIXE-ME SUBINDO AS PAREDES... É O LANCE
QUE USAMOS COMO NOSSA SENSIBILIDADE

ACHO QUE AS COISAS ESTÃO ACONTECENDO
NÃO EXATAMENTE COMO NÓS QUEREMOS
AGORA PORÉM TUDO ESTÁ SE AQUECENDO
ESPERO QUE ESTEJAS VENDO... ESTÁS??

JÁ QUE EXISTE UMA FRESTA PARA A REALIDADE
ENTRISTECE-ME A TUA PROXIMIDADE COM AQUELA OUTRA
FICO CHATEADA...HUMILHADA E COM MALICIOSIDADE
E PENSO EM FUGIR PARA FICAR TOTALMENTE SOLTA

NÃO DEIXE QUE MORRA O TANTO QUE TE DEDICO
DESPERTE-ME E SE PRECISAR QUE SEJA NO GRITO
QUA A NOSSA LUA CONTINUE BANHANDO-ME LOUCA E NUA.


terça-feira, 10 de outubro de 2017

COMEMORANDO O ENCONTRO


Mande seus versos...querido
Os recebo e em mim os abrigo
Já juntamos alegrias e prantos...
Multiplicamos todos os sonhares
Sonhamos mais de mil encontros
Quero-te aqui comigo nos verdes mares
Da menina brejeira pois tens mel pra tanto
Não sobrarás mel em ti... pois não deixarei
Haverá uma fusão grande para nosso espanto
Quero-te em mim com força e lentamente
Alternando movimentos a torto e a direito
Quero todo esse tempo e o melhor que há
Nem que provoque choro e desalento
São muitos e muitos anos de poesia
Que eu gosto de lembrar e relembrar
Não desisto de ti nem de ti amar...
Quero o repetir das doçuras e das ternuras
A linguagem dos adjetivos que me bole toda
Deixando-me enlouquecida e explico o porquê
Quero ter teus chamegos e os teus toques.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

NADA MELHOR DO QUE TEU BEIJO




O SABOR DE JABUTICABA DOS TEUS BEIJOS
MESMO OS DOS SONHOS TÊM UM CHAMEGO
QUE ME DEIXAM INQUIETA E SALTITANTE...
QUERENDO AINDA MAIS TEU ACONCHEGO!

GOSTO DELES TODOS DESDE O PRIMEIRO
ATÉ O LIGEIRO DADO NA ÚLTIMA HORA
QUANDO TU CHEGAS OU VAIS EMBORA
OS QUE EU ROUBEI AUMENTARAM MEUS DESEJOS

BEIJOS COM SABOR DE MEL QUE NÃO SE ALTERAM
TÊM SEMPRE O MESMO SABOR E PERFUME
DAQUELES QUE TU ME DESTE...
EM ALGUMAS OUTRAS PRIMAVERAS

JÁ ME DESTES BEIJOS SÓ PARA AGRADAR
PARA ACALMAR MEU PEITO QUANDO FICO FERA
JÁ ME DESTES UM PARA MEUS QUEIXUMES MATAR
CERTEZA TENHO EU QUE MUITOS BEIJOS AINDA ME DARÁS

domingo, 1 de outubro de 2017

QUERENDO-TE SEMPRE


NADA MELHOR DO QUE UM PASSARINHO
QUE ME CONVIDOU PRA VOAR...
EM SÃO MIGUEL DO GOSTOSO (RGN)
TENHO UM CARINHO ESPECIAL POR LÁ

SORRIO SOZINHA DE FORMA PROFUNDA
FAÇO LISTAS ...FAÇO CONTAS E ADORO
A SONHAR DIFERENTE COM ESSE MUNDO
AO SEU LADO NUM MAR SABOROSO...

FIZ PARA TI UM MUNDO DE CARINHOS
COM GALHOS SUPER CONVIDATIVOS
COM INTENSO CHEIRO DE JASMIM
E CARAMANCHÕES OLFATIVOS...

ASA COM ASA
BICO COM BICO
ENTREMOS EM NOSSA CASA
SÓ QUEREMOS E PENSAMOS NAQUILO

DE MUITO ROÇAR DE PELE
DE CARINHOS NÃO CONTIDOS
DE UNHAS MARCANDO-TE AS COSTAS
NUMA VONTADE CUMULATIVA...SOU
CATIVA! SAIBA QUE EU TE QUERO TANTO
NÃO ABRO MÃO DO NOSSO ENCANTO
POR ISSO ME DERRETO E PRONTO...



quarta-feira, 13 de setembro de 2017

SOMENTE VOC


ONDE SÓ É PERMITIDO AMAR
É LÁ QUE EU QUERO ESTAR...
SER DEIXADA DE LADO E ESCORRAÇADA
PREFIRO ESTAR SÓ POIS ME SINTO
AMEAÇADA...
AINDA CONTINUO BEM AFLITA
CHEIA E RODEADA DE SAUDADE
NÃO ESQUEÇO O QUE PRA NÓS SE
APLICA
SÓ FALTA VIR VOCÊ ME POSSUIR
POIS É VERDADE QUE VOCÊ SEMPRE
DE MIM CUIDOU
SEI QUE ME AMAS E QUE VAMOS NOS UNIR
SAIBAS QUE É SOMENTE VOCÊ...A OUTRO EU JAMAIS PERMITI
NUM SABOR INDESCRITIVEL E
AGRADÁVEL
VEJO EM VOCÊ MEU BOMBOM BEM
AMOROSO
VOCÊ É MINHA ÁGUA E O MEU MEL...
MEU CÉU...MEU CÉU!

sábado, 9 de setembro de 2017

ADEUS


ADEUS

Após tantas negativas
Riva Jatene ao comando
Não quero viver de evasivas
Sem amor e só desmando

Cada qual sabe o que deve
também escolhe o que quer
eu que o havia escolhido
estou pronta pra dá no pé

Chega de humilhações
portas fechadas e portões
Fiques com a que escolhestes
esqueças a do ramalhete...

Já não sou mais uma criança
para ser enrolada assim...
não temas nenhuma vingança
e nem tenhas peninha de mim

Suportei mais do que pude
hoje não mais se admite
Não se ter o que se quer

Nunca arrumastes a mala
Não cabia em teus limites
sempre fostes mestre-sala
Só tu podes dar palpites!

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

DA NOITE AO AMANHECER




Quando a noite é de luar
Sinto minha pele se arrepiar
Claridade mágica como uma flauta
Que toca suave para me acordar...

Às vezes nem sei te dizer
Por qual fresta da porta entrou
E assim ficamos até o amanhecer
Trocando carinhos a quem mais ninguém dou

Quando quase se encontram lua e sol
É que chegou na hora errada o amanhecer
Preparo-me para cantar sustenidos e bemóis
Em canções tristes nas quais não deixo ninguém perceber

Contigo eu choro... canto... rio... danço
E grito demais de tanto prazer...
Tentamos nos controlar... porém em vão
A sorte é que lá na serra é o que temos a fazer

Dou-te os mais suaves afagos e carinhos
Recebo em troca um mundo de caricias
Ouço o cantar de mais de mil passarinhos

Abraço as tuas asas para esconder as malícias