domingo, 5 de junho de 2011

O OLHAR

Em, 05.06.11.
Procurando-te estava,
Não sabia onde encontrar,
Disseram-me onde ficavas,
Fui logo depressa pra lá.

Tens um brilho no olhar,
Que quase me fez cegar,
Esses teus olhos de mel,
São perigosos de olhar.

Chegue aqui bem pra pertinho,
Eu quero te namorar,
Depois de um bom chamegar,
Um imenso prazer de gozar.

Foi um dia de gemidos,
De ais e de oh! Meu Deus,
Nem vimos o tempo passar,
Num minuto, era hora de voltar.

Um comentário:

  1. Vasculhando seus poemas...e adorei este!!!
    Pretendo rouba-lo!!
    Beijo!

    ResponderExcluir