sexta-feira, 17 de junho de 2011

VERDE DO TEMPO

Em, 18.06.11.
Primeiro cruzamos caminhos,
Corremos o verde do tempo,
Nascemos do mesmo luar,
Inventamos um futuro,
Nesse nosso caminhar.
Juramos felicidade,
E também cumplicidade,
E essa lei nos regia,
Até que o mundo virou.

Tudo em tristeza acabou,
Meu pranto não secou,
O amanhecer chegou,
Em vez de dormir eu
...pego a viola que chegou.


Falo de amor e outras rimas,
Coloquei voz nos meus olhos,
Cantei uma linda canção,
Daquelas vindas diretas,
De dentro do meu coração.

Um comentário:

  1. Lindo Mara , mas tenho medo de juras, lindo quando se acha alguem que nos completa plenamente.."Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
    aquela dos nossos sonhos." Pois o perfeito é facil lidar, matar um leão a cada dia nos fortalece...bjão

    ResponderExcluir